domingo, 23 de junho de 2013

Programa de reprodução do SeaWorld

Seguindo o assunto publicado na última postagem sobre as consequências dos programas de reprodução de parques marinhos como o SeaWorld, aproveito para chamar ainda mais atenção sobre este assunto e divulgar uma petição que exige o encerramento desse tipo de atividade no parque acima mencionado.
O SeaWorld sempre se vangloriou por seu “bem sucedido programa de reprodução” quando, na verdade, isto está longe de ser a realidade. Entenda por quê:
Desde 1985, quando nasceu o primeiro filhote em um dos parques, ocorreram 37 casos de gravidez (até onde o público pôde tomar conhecimento). Dentre esses casos, dos filhotes nascidos vivos, apenas a metade ainda está viva. Foram ainda seis casos de filhotes que nasceram mortos, dois casos de aborto e CINCO mortes de fêmeas durante o parto. Sem contar que Vicky, que morreu aos 10 meses de idade nesta semana, foi claramente resultado de endogamia, ou seja, de cruzamento entre parentes (como já explicado na última postagem).
Essa pratica de cruzamento entre membros da própria família já vem ocorrendo há um bom tempo porque os parques não podem mais capturar animais no mar e dependem de sua própria “coleção” (como eles mesmos se referem aos animais do parque) para garantirem os próximos "palhaços de circo" para entreter as novas gerações e poderem faturar seus bilhões a cada ano.
É exatamente por isso que o aparecimento de Morgan em meio a este cenário foi obviamente uma excelente oportunidade para os parques que estão desesperados por novos óvulos e espermatozoides. Isso explica o fato de Morgan não ter sido reabilitada para retornar ao mar... Não é porque ela não teria chances de sobreviver na natureza, nem porque não encontraram sua família e nem por nenhum dos outros tolos motivos apresentados pelo Dolphinarium da Holanda e pelo Loro Parque (“afilhado” do SeaWorld)... Morgan jamais verá a liberdade porque vale uma fortuna a todos eles, infelizmente.
Mas voltando para o caso da reprodução em cativeiro, além dos argumentos apresentados acima e utilizados na própria petição, vou mencionar novamente o que já divulguei em outras oportunidades:
As Orcas de cativeiro dificilmente se reproduzem naturalmente, geralmente isso ocorre por inseminação artificial antes mesmo de chegarem na maturidade ideal (além de não respeitarem a média de 5 anos entre um filhote e outro, como ocorre na natureza), há o cruzamento de diferentes espécies (Orcas de regiões e espécies diferentes, ou seja, gerando filhotes híbridos, que jamais surgiriam naturalmente nos oceanos), cruzamento entre membros da mesma família, inseminação sem devidos cuidados de higiene, e cuja coleta de material aparenta grande desconforto aos animais, entre outros fatores. Sem ainda mencionar, e aqueles que já viram Orcas nos oceanos irão concordar comigo, é um motivo extremamente lamentável saber que esses animais nasceram em cativeiro e jamais poderão ter uma vida normal, como a natureza havia determinado... Terão uma vida artificial e cheia de privações físicas e sensoriais. Sim, com todo o carinho dos seres humanos e muito cuidado veterinário, porém treinados para atender a comandos, alimentando-se de animais mortos, sem poderem desenvolver sua própria estrutura familiar, dialetos e culturas, e sofrendo com doenças que não teriam nos oceanos (como as provocadas por picadas de insetos), etc... Simplesmente porque nós, humanos, desejamos que estejam ao lado, mesmo que num ambiente artificial para podermos apreciá-los e tratá-los como pequenos animais de estimação. Isso NÃO ESTÁ CORRETO!
Espero que assim como circos e zoológicos já sejam considerados deprimentes por muitos, um dia possamos olhar para esses parques com o mesmo olhar (e não simplesmente como sendo parte do "pacote de férias na Disney"). Espero intensamente que a humanidade evolua seu pensamento e que num futuro breve esses parques modifiquem seu formato e passem a ser centros reais de estudo e conhecimento e não onde ensinam a dominância e a arrogância humana que submete os animais aos nossos desejos.

Por favor, acesse, assine e divulgue a petição! E leia mais detalhes sobre a reprodução em cativeiro neste mesmo link:
http://www.change.org/petitions/seaworld-end-captive-orca-breeding-program



P.S. 1: A Orca que viveu no Paycenter em São Paulo também foi vítima da reprodução em cativeiro. Saiba dos detalhes de sua história aqui: http://v-pod-orcas.blogspot.com.br/2012/08/as-orcas-do-playcenter-samoa-e-nandu.html

P.S. 2: Não conhece a Orca Morgan? Existem dezenas de postagens no blog sobre sua história. O V-Pod Orcas foi o primeiro site no Brasil a divulgar e acompanhar cada detalhe de sua história e ainda o faz com frequência. Para saber sobre ela, digite "Morgan" no campo "Pesquisar" abaixo do Arquivo do blog. Uma série de postagens serão apresentadas. Aproveite!

P.S. 3: Até o momento em que estou divulgado a petição, ela está com 4.888 assinaturas e ainda são necessárias 5.112 para alcançar seu objetivo de 10 mil. Vamos ver quantas conseguimos atingir após esta divulgação. Assine e compartilhe com seus amigos... Se eles acharem o assunto estranho, indique o blog, pois ele está repleto de informações sobre o assunto.


2 comentários:

  1. Esta é a uma canção para Kshamenk
    http://www.youtube.com/watch?v=lgBck_GrapI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que lindo, Claudio!
      Obrigado!
      Vou postar no blog!!!

      Excluir