sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Imagens mostram Orca encalhada no ES

Desde o ocorrido tenho tentado buscar informações sobre a Orca que encalhou na praia de Anchieta, no Estado do Espírito Santo, mas pouco tenho conseguido. Sabe-se que tentaram devolvê-la ao mar, mas ela encalhou novamente.
Passaram a noite com ela e disseram que, caso sobrevivesse, seria possível levá-la a um local para reabilitação (não sei onde, porque tenho dúvidas sobre se temos locais adequados para tal aqui) e que um especialista viria da Austrália para avaliá-la. Imagino que "este especialista" poderia ser a Dra. Ingrid Visser, que além de atuar com Orcas na Nova Zelândia, lidera um grupo de estudos na Patagônia Argentina e na Antártica.
Assim que vi as imagens ontem pude notar que se trata de uma fêmea ou um jovem macho e que está nitidamente desnutrida e debilitada. É possível que seja uma Orca transeunte, que esteja de passagem em direção à Patagônia ou Antártica.
As imagens já de ontem não demonstraram infelizmente que ela teria condições de sobreviver a tal martírio, apesar do trabalho de populares e especialistas para tentar ajuda-la.


4 comentários:

  1. Infelizmente li em uma reportagem que ela não resistiu :/
    http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2014/08/orca-que-encalhou-em-praia-de-anchieta-no-sul-do-es-morre.html
    Ass
    Ass.: Letícia

    ResponderExcluir
  2. Pessoal,
    tenho recebido muitos comentários anônimos ou sem assinatura. Gostaria de lembrar que eu não costumo publicar mensagens sem assinatura ou login no blog, ok?

    Agradeço a colaboração de todos, mas peço a gentileza de se identificarem nos comentários!

    ;-)

    ResponderExcluir
  3. eu sempre me perguntei se no brasil existia algum lugar onde seria possível reabilitar uma orca teria como vc fazer um post sobre esse assunto ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lolita!
      Obrigada pela colaboração e sugestão.
      Vou aprofundar meus conhecimentos neste assunto e postar algo. Mas já te adianto, que pelo conhecimento que tenho até o momento, a resposta seria não. Sei de organizações que possuem conhecimento e estrutura para resgatar e reabilitar aves aquáticas, pequenos animais marinhos, peixes-boi e até golfinhos (como o IPRAM, o GREMAR e a AQUASIS) e que já fazem um bom trabalho, mas tenho dúvidas que teriam espaço suficiente para uma Orca (ou até experiência para tal). Mesmo por que, o que ocorreu a semana passada no ES foi algo sem precedentes na nossa história... pois ainda não tínhamos tido uma Orca encalhada por aqui.

      O que é legal saber também é que aqui no Brasil, não há interesse comercial no resgate e reabilitação, pois não há a intenção de "maquiar" uma situação e tentar impedir que o animal volte ao oceano com objetivos de manutenção para exploração da presença e imagem como em diversos parques pelo mundo (cito o famoso e triste caso da Orca Morgan, que retirada do oceano na promessa de reabilitação e soltura, jamais foi libertada e hoje se apresenta no Loro Parque (parque apadrinhado pelo SeaWorld)). Aqui, para nossa felicidade, o interesse está predominantemente na preservação e proteção dos animais, inclusive a maior parte dessas organizações dependem de colaboração e doações para se manterem.

      Mas pode deixar, que tento preparar algo mais detalhado para postar aqui no blog!
      ;-)

      Excluir